Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \30\UTC 2010

Ontem recebi uma mensagem que mexeu muito comigo, e me fez pensar ainda mais no que é a minha vida e em como as coisas acontecem. Sobre o bambu. Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê nada, Durante 5 anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, Mas, uma maciça e fibrosa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra está sendo construída. Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês : você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento,e, às vezes não vê nada por semanas, meses, ou anos.
O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos,de nossos sonhos… especialmente da nossa vontade de viver, de ser feliz. E que mesmo lutando um pouco a cada dia, correndo atrás dessa felicidade, mesmo que não vejamos acontecer nada, e so não desistirmos, continuar a luta, que logo, logo o “broto” dessa felicidade ira aparecer, para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão.

Tenha sempre dois hábitos:

Persistência e Paciência, pois você merece alcançar todos os sonhos!!!

É preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão. Capacidade todo mundo tem, mas força de vontade são pra poucos.

Anúncios

Read Full Post »

Ultimamente tenho passado uma boa parte dos meus dias e de minhas noites (aff…) buscando entender de o porquê que a vida é assim. Talvez esteja ai se perguntando, “assim como”? Vou tentar explicar. Assim cheia de mudanças, uma verdadeira gangorra, onde estamos super bem num dia, em outro numa depressão, num baixo astral danado, noutro momento não estamos nem ai pra nada, e em alguns mal cabemos em nos de tanta felicidade. Chega ser engraçado esse “conflito” interno ao tentar entender isso.
Com isso tenho passado a acreditar em ação e reação e buscando deixar um pouco essa historia de destino de lado. Pois será mesmo que temos um fim preparado. Tenho visto que nossa vida é uma reação, uma definição por nossas atitudes. Não entendam isso como alguém cético, falta de fé ou algo do gênero. Vou tentar explicar: todos os dias nos tomamos decisões, se vamos tomar café, que desodorante usar ou não, se o sapato vai combinar com o cinto, se a roupa é ideal para o momento, e partir destas decisões, aguardamos mesmo que involuntariamente as conseqüências durante o dia que podem ser boas, ruins ou indiferente como na maioria das vezes ocorre.
Errando ou acertando nessas decisões faço a minha vida. Estudei, trabalhei, namorei, casei, separei…(não necessariamente nessa ordem..rsrsrsr). Tive inúmeras aventuras, decepções, fracassos, motivos de alegria, viajei, conheci lugares interessantes, outros nem tanto, estive em cidades grandes, metrópoles,cidade bem pequenas, povoados, vi um pouco de tudo e de tudo um pouco. Relaxei em muitas vezes quando não deveria, assim como não relaxei em momentos que deveria. Amei muito, sofri DEMAIS.. (aff nem é bom lembrar..), ri a toa quando estava sozinho, enquanto dirigia, me sentia um louco ao conversar comigo mesmo, e em muitos momentos ate dava discussão.
Curto minha filha, talvez não com a intensidade de deveria, não sei, quem sou eu também pra julgar, mas amo ela mais que tudo nesse mundo. E o quanto cresce rápido, torço pra que eu consiga passar pra ela muito da minha experiência e que ela possa aproveitar bem mais que eu as oportunidades que o mundo vai oferecer a ela.
Arrumei um canto pra morar, um carro, uma moto, uma família, mas também fiquei sem tudo isso, sem um canto pra morar, sem meu carro, minha moto, me separei e vi meu sonho de ter uma família se desfazer. Ou seja, ao mesmo tempo em que conquistei, perdi.. Uma gangorra total.
Hoje com 34 aninhos, fico pensando o que ainda falta, o que a vida ainda me reserva em meio aos meus atos e atitudes. Ainda não plantei uma arvore (rsrsrs), mas vou fazer, não escrevi um livro, mas to fazendo um blog. Ainda quero ter uma família novamente, mas um filho (seja uma linda menina como a minha neguinha, ou um garotão bem esperto e companheiro).
Então ainda falta muita coisa pra eu conquistar, GRAÇAS A DEUS. Pois por faltar muito ainda, a vida não vai me deixar mais me acomodar, pois sei que ela tem me instigado me pressionado, mas justamente por isso que busco ser mais forte a cada dia (é um processo difícil, lento, gradativo, mas vou conseguir), para mais na frente ter a absoluta certeza de que vale a pena cada segundo, cada sorriso, cada lagrima (que não são poucas), cada dia. Por que minha vida é assim? Acho que pra que eu não me canse de buscar uma vida feliz, que eu não pare no tempo, pra que eu seja e faça que esta ao meu lado muito feliz. Eu brinco muito, falando que eu queria ser a mulher pela qual eu me apaixonasse, justamente pela minha enorme vontade de ser e fazer muito feliz. De ser a pessoa mais feliz do mundo.
Com isso hoje tudo isso pra mim é uma oração: “Obrigado meu DEUS, pelo dia que amanhece, por todas as decisões que tomei na vida, pelas vitorias e principalmente pelos fracassos, que hoje me marcam e me faz não querê-los mais em minha vida, obrigado pelas oportunidades que ainda virão a cada momento onde que saberei ou não aproveitar, mas que com a sua luz eu busque sempre fazer o melhor pra mim, sem principalmente ferir nem magoar ninguém. AMEM!”
Você pode estar se perguntando por que escrevi isso? Ou melhor, porque to compartilhando tudo isso com vocês, a resposta é simples, NÃO SEI (rsrsrs) simplesmente segui meu coração. Mas acredito que foi uma boa decisão.

Obrigado a todos sempre.. BEIJÃO..
E não deixe de comentar, e muito bom ver a opinião de vocês, é muito importante pra mim.

Read Full Post »

“Dispois de tanto Amor,
De tanto beijo gostoso
E de tanto cheiro cheiroso
Nois briguemo,
E foi uma briga fatá.
Ela me disse acabou-se
Eu disse acabou-se é Tudo
E nois dois fiquemo mudo sem vontade de falar.
Cada um fez sua trocha
E na hora da partida nois nem nos olhemo
Xinguemo,
Se não xinguemo como se pode xingar:
Eu te Odeio, Eu te Despreso
Baba de Cururu, mandinga de sapo seco
Você vai pro norte que eu vou pro sul
E juro por Deus do céu,
Nunca mais quero te ver
Nem pintada de carvão lá no muro do quintal
E se eu contigo asonhar
Eu acordo e eu faço é três crui
É crui, crui, crui.
O Brasil é muito grande
Dá bem pra nos separar.
Ela ingoliu um saluço
Eu ingoli bem uns quatro
E larguei o pé no mato.

Passou-se tanto tempo
Que nem é bom recordar
Mas onte nois se encontremo
Aí ninguém tentou disfarça.
Eu parti pra riba dela com fogo acesso no oiá
E ela me deu um arrocho,
Que se eu fosse um cabra frocho
Eu tava aqui é em dois pedaços.
E foi tanto beijo gostoso
E foi tanto cheiro cheiroso
Intonce nois se alembremo
Que o Brasil é muito pequeno
E não dá pra nos separar.”

Read Full Post »

Coraçao Idiota 1

O amor é um sentimento que nem sempre traz
felicidade.
Teria alguém se apaixonado, amado,
sem nunca ter sofrido, chorado?
No final de um grande amor sempre vem a solidão.
Se é que um grande amor um dia chega ao fim.
O coração nem sempre responde à razão.
Ou melhor, ele nunca responde à razão!
Como eu queria entender, esse meu coração.
Ama sem ter razão e não quer te esquecer!
Queria terminar, parar de sofrer, seguir outro
destino.
Mas todos os caminhos me levam pra você.

Read Full Post »

REFLEXÕES

Com o tempo somos meio que obrigados a entender e compreender a diferença entre dar a mão e algemar uma alma.
Passamos a entender que amar não é apoiar, que estar acompanhado não é estar em segurança, que beijos não acompanham contratos assim como presente não é promessa.
Passo a aceitar as derrotas de pé, e olhando pra frente, com a firmeza de um adulto e não com a tristeza de uma criança; passo a construir minhas estradas sobre qualquer terreno, pois o tipo de “piso” chamado futuro é incerto demais pra ser firme, e o passado tem buracos demais pra se tornar plano.
Com o tempo aprendemos que o sol queima , deixa marcas quando nos expomos a ele por muito tempo, e assim como não importa o quanto você se importa com alguém, algumas pessoas simplesmente não importam, e com isso elas vão nos ferir de vez em quando, e precisamos, por nos importar demais, perdoá-las por isso.
Aprendi que as dores emocionais com o tempo se aliviam, e que se leva anos pra construção de uma confiança, e que segundos são mais do que suficientes pra derrubar essa construção. E que você vai se arrepender pelo resto da vida por muitos desses segundos.
Passei a ver que tudo que é verdadeiro nem o tempo ou a distancia derruba, e sim fortalece.
Aprendi que não devemos mudar de amigos, e sim saber que amigos mudam.
Percebi que a pessoa com quem mais me importo na vida, é tomada, levada de mim muito depressa, por isso devemos sempre deixar pra essa pessoa palavras e gestos de amor e carinho, pois não sabemos quando será a ultima vez que a veremos.
Sei que não posso me comparar com ninguém, e sim com o melhor que eu posso ser.
Aprendi que não importa aonde já chegou, mas onde esta indo, e se não sabe pra onde esta indo então qualquer lugar serve. Então ou vc controle seus atos ou eles o controlarão, e ser flexível não significa ser sem personalidade ou fraco, pois não importa quanto delicada e sensível seja a situação sempre existem dois lados.
Sei que os verdadeiros heróis são os que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando todas as conseqüências. E pra ter paciência e necessário pratica.
Dói e muito descobrir que algumas pessoas que você esperava que fosse te chutar quando você caísse, são as primeira as te dar a mão e em contra partida o inverso também é verdadeiro.
Vi que maturidade tem mais a ver com o que aprendeu, com as surras da vida, e não com quantas “velinhas você já soprou”.
Compreendi que tenho sim o direito de estar com raiva, mas não tenho o direito de fazer dela uma crueldade, pra ninguém e muito menos pra mim.
O principal foi descobri que se alguém não me ama como eu a amo, ou queria que me amasse, não significa que esse alguém não me ame com tudo que pode, pois cada um ama do seu jeito, e isso é único.
Nem sempre o mais importante é perdoar o próximo, e sim a você mesmo, pra poder dar o segundo passo. Pois com a mesma intensidade que nos julgamos alguém, mais cedo ou mais tarde nos seremos os julgados.
Passei a admitir e ver que não importa em quantos pedaços meu coração foi quebrado, destruído, o mundo não para pra gente consertar. Pois o tempo não voltar atrás, portanto como diz uma frase que eu li “ não vá atrás das borboletas, cuide do seu jardim, pra que elas venham ate você”.
Hoje a duras penas aprendi que a vida tem o seu valor, assim como eu tenho o meu valor diante da vida, e que a minhas duvidas são a traição que me faz perder o que eu poderia conquistar, se não fosse pelo medo de tentar.
Hoje tento, talvez não com a energia e intensidade apropriada, mas tento, pois não se pode subir mil degraus de uma escada sem antes passar pelo primeiro, então to subindo, um de cada vez.

Read Full Post »

Olá pessoal. Achei esse texto na internet, e me identifiquei muito com ele, e resolvi compartilhar com voces.

 “Eu fiz tudo certo, só errei quando coloquei sentimento… O que hoje é drama, sempre, amanhã estará quieto na memória. Mania de esperar que as coisas sejam um jeito determinado, por isso a gente se decepciona e sofre. O sono guarda nossas angústias e decepções para devolvê-las, intactas, no dia seguinte. Onde aprender a odiar para não morrer de amor? Perdi alguma coisa que me era essencial, e que já não me é mais, então AMOR é não ter. Inclusive amor é a desilusão do que se pensava que era amor Sou composto por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas!

Read Full Post »

Sempre que tentamos falar de amor, vem no pensamento uma grande variedade de tipos de amor; de pai e mãe, de irmão, amigo, filho e homem mulher. O que mais se tem destaque é o amor homem mulher, e junto com esse amor acompanha uma rede de outros sentimentos, cumplicidade, medo, confiança, respeito, ciúmes, tristezas e felicidades.
Por tais motivos é que sofremos ao perder a pessoa que se ama. Mas mesmo quem ama tem de entender que não pode nem sempre se fazer amar, e com isso, neste momento de dor e de perda, do fim (aparentemente de uma vida, pela dor) que se pode realmente dar uma prova da medida do seu amor.
Porque um verdadeiro amor, como o de pai pra filho, vem nos ensinar que não importa se somos amados ou não, o verdadeiro amor é incondicional, e que sim devemos amar, mesmo que com isso tenhamos de abrir mão da convivência, do carinho, da felicidade encontrada, da pessoa que se ama, quando não a conseguimos fazê-las tão felizes como ela nos faz.
Pois nesse momento de sacrifício de nossa própria felicidade, que podemos mostrar o quanto amamos a quem não consegue nos amar, deixando-as ir em busca de seu AMOR.

Read Full Post »

Older Posts »