Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \22\UTC 2010

O que aterra os homens é a falta de linearidade nas reações das mulheres e a vocação para ocultar as suas reais intenções. Nunca, eu disse nunca, um Não é inteiramente Não e raramente um Sim significa necessariamente um Sim no sentido ortodoxo de partículas afirmativa e negativa consagrado na gramática.


Para se chegar à correta interpretação, tudo depende da configuração do momento e da entonação da voz e, já aviso de antemão, que a correta interpretação das ironias femininas é a chave mestra para lhes abrir o coração.

Não sincero de olhar frontal, mas sem rancor – empresa muito difícil, mas como “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, é possível que ao longo do tempo o olhar dela perca a força da sua negação. Alguns homens aprendem que não há mulheres irredutíveis, só mal cantadas…

Não até certo ponto firme, mas com o olhar esguelhado – continue tentando, pois está no caminho certo.

Não… (reticente, inseguro) – o negócio pode prosperar, mediante pequenas negociações e condições. Também é chamado de “não de virgem”.

Não melífluo a meia voz com os olhos fechados – significa vá em frente, pois ela acabou de baixar a guarda, também conhecido como o “não de virgem rendida”, no sentido metafórico é claro.

Não irado – eis uma das raras vezes em que um Não significa Não mesmo, inegociável e incondicional quando o assunto é uma tentativa de atraque casual. Contudo, mesmo aqui cabe outra interpretação, tal como um aviso de perigo na relação já consolidada.

Sim mudo de olhar dúbio – ao ouvir um Sim desta natureza, não prossiga pois é uma fria, uma concessão forçada, algo que não será prazeroso para ninguém. Lute mais e cative-a com atenções, pelo menos até receber um Não reticente.

Sim fraco desviando os olhos – na maioria das vezes quer dizer um sonoro Não, como você acaba descobrindo através da experiência, sobre quais são os reais sentidos que as mulheres dão às partículas Afirmativa e Negativa.

Sim bonzinho – é o Sim com prazo de validade vencido, que no curto prazo vira Não. O também chamado de Sim circunstancial para evitar um escândalo, é jogado em cima de galanteador insistente e Ex pronto para armar um barraco. Porém, tão logo a balada termina e abaixa a poeira, surge o Não definitivo, na forma de ir ao banheiro e não voltar mais.

Sim surdo de olhos baixos – reservado para ocasiões especiais, quando a mulher não tem muita certeza do que sente, mas deve reagir rapidamente sob a emergência das circunstâncias: no altar, diante da proposta de casamento e perante a primeira ocorrência da pergunta “você me ama?”.

Sim severo proferido entre dentes – este é o famoso “Sim profético”, de provável mau agouro, dado pelas mães quando, mesmo não querendo que o filho/filha saiam para uma determinada festa, acabam convencidas pelas argumentações, mas permanecem reticentes quanto ao bom termo da empreitada. O mesmo vale para os maridos afoitos, que mesmo obtendo a permissão contrafeita, saem para as suas aventuras sem a plena certeza da benção.

Aqui cabe um esclarecimento sobre este dom feminino, uma vez as pessoas vivem na pele desde crianças o terror do poder profético das mulheres. Se uma mãe avisa que algo de mau pode acontecer, é quase certo que o empreendimento acaba dando com os burros n’água. Assim, nos acostumamos a respeitar tais premonições indesejáveis, que normalmente prejudicam o que mais gostamos de fazer. Por esta razão, filhos e maridos anseiam tanto pelas sinceras bençãos da profeta da casa e, injustamente, alguns deles a acusam de, premeditadamente, “melar” os seus momentos mais lúdicos.

Sim absolutamente alto, cristalino e indubitável – tal cousa NON ECZISTE porque você jamais chegará nela com uma proposta altamenteimprovável excitante, cristalina e indubitável, tal como a de passar a tarde inteira fazendo compras no shopping com cartão isento de limites e, depois de tudo atulhado no carro, puxar um cineminha básico.

Conclusões:
Na realidade, as mulheres jamais dizem um Sim, ou Não definitivamente no sentido para o qual foram feitos. Há vezes em que o Não significa um alerta, um pedido de modificação de conduta, enquanto em outras o Sim pode significar uma concessão coagida. Em suma, essas mulheres que adoramos permanecerão para sempre como um livro fechado, que tentamos decifrar às apalpadelas.

Read Full Post »

A hora de mudar.

Geralmente nos colocamos em situações na nossa vida, que julgamos não merecer estar e ao nos depararmos com essas situações que percebemos a conclusão do quanto errado estamos.

É complicado relacionar com pessoas, manter um relacionamento. PERDOAR, confiar. Nessa busca por alguém especial, alguém ideal, esquecemos de prestar atenção na palavra “ideal”, o próprio nome já diz, existe no campo da IDEIA, não é real. O liso não gera atrito, tem de ter falhas, ranhuras pra gerar “atrito” (atrito não de confusão), mas de aderência.

As pessoas só querem conhecer as qualidades das outras, mas são incapazes de respeitar e “entender” as falhas, os erros e com isso não se torna confiável. Todo mundo merece uma chance de corrigir um erro, de mostrar ser diferente, nós merecemos isso tanto pra gente, como para os outros. Nós nos tratamos como produtos, meros objetos postos em uma prateleira, sempre correndo o risco de sermos trocados por algo mais moderno ou com uma embalagem mais chamativa.

Muita dessas vezes deixamos nosso sentimento de lado, abrimos mão de quem gostamos e gosta da gente, por não saber perdoar, entender, aceitar.

Esses últimos dias aconteceram muitas coisas na minha vida, coisas que me fizeram repensar muito no meu modo de ser, nas minhas atitudes, e colocar um ponto final em situações pré idealizadas. Eu sonhei demais, idealizei demais, esperei demais, e acabei vendo que a graça da vida não esta ai, esta no improviso, em muitas das vezes em algo novo, no que pode surgir. Pois muitas das vezes reconhecemos nossas falhas, tentamos corrigi-las, e ate mostrar que podemos ser diferentes pra alguém, e ao tentar corrigirmos algo, passamos alem de não merecer a chance, passamos a ser “não confiável”, não nos é dada a chance, por sermos julgados de não ter capacidade de mudar, de fazer diferente.

E lhes digo, mesmo com tudo isso me sinto feliz, pois sei que fiz e estou fazendo a reforma necessária no meu interior sempre que necessário, e mudar sempre buscando ser um ser humano melhor, se as outras pessoas não reconhecem isso, eu reconheço.

Read Full Post »

Mais musicas

Read Full Post »

Os vilões das estórias sabem o seu valor…

Planejar o erro alheio… fazer com que não aconteça…

Evitar algo que pode ser importante para o outro…

Os seres humanos sabem fazer como ninguém…

Sabotar o próprio momento… deixar de fazer acontecer…

E tirar de si… a responsabilidade de viver algo diferente…

É justamente o diferente do usual que nos assusta…

O medo de sair do padrão…

Da estabilidade seja emocional ou outra qualquer que já foi criada…

Faz com que tracemos o plano de fuga…

O plano da segurança…que nos conforta…

Que evita o tal sofrimento que nem veio…

Mas que aprisiona a tal descoberta que não se liberta …

Essa é uma arte consciente em poucos… inconsciente para muitos…

Tira de nós a incrível capacidade de sermos intensos…

E dá a nossa mente a difícil tarefa de assumir nossos atos…

Ser forte não tem nada a ver com negligenciar o sentimento…

Ser maduro não tem nada a ver com atuar de forma omissa…

Suportar não tem nada a ver com adiar a própria entrega…

Fugir é mais fácil, mas acorrenta a alma…

Tentar é livrar-se de seus medos, mas é inseguro…

Viver é arriscar-se a morrer, mas nos realiza.

 

Texto retirado da internet

Read Full Post »

Momento ou temporada?

Em muitos momentos já chorei sem motivos, já tive de rir pra não ter de chorar, e o pior já tive se sorrir sem ter vontade simplesmente pra agradar. Me decepcionei com outras pessoas, já decepcionei outras, mas o pior já me decepcionei comigo mesmo. Aprendi a não criar, gerar expectativas em relação as outras pessoas, mas é impossível não gerá-las em relação a mim, e quando falho comigo mesmo é pior do que falhar com o mundo inteiro.

Nessas horas acabo por desistir sem tentar, ou achar que tentei, vi que já lutei, alcancei ou não quis e ate nem cheguei a conseguir. Vi-me agindo por impulso, e também simplesmente não agindo, em muitos momentos me importei com que não deveria, e nem importava com quem devia. Momento que troquei o que realmente amava por uma ilusão, momentos de escolha erradas.

Momentos esse que magoei quem NUNCA deveria, e já fui magoado sem merecer. Momentos que foram únicos sem eu ter feito nada, e momentos que fiz de tudo e não significaram nada. Surpreendi-me com pessoas, já surpreendi pessoas, e ME SURPREENDI COMIGO MESMO.

Momentos que fui ingrato com Deus, e momento que ele me mostrou ser maior que a minha ingratidão. Tive dores que me fizeram chorar, e já fiz chorar causando dor. Amei e não fui amado, fui amado e não amei, amei e fui amado e fui covarde por medo de lutar ai desisti.

Com isso percebo que nos melhores momentos eu estava cheio de amor, e nas maiores dores, nos meus maiores erros eu já não o tinha.

Você deve estar se perguntado o porquê do titulo MOMENTOS OU TEMPORADA (não quis colocar aqui eternidade, pois não quero nem pensar nessa hipótese), pois quando me decepciono comigo mesmo me pergunto se a felicidade só é composta de momentos, cada vez mais raros, e o restante será apenas uma temporada difícil.

Read Full Post »

Evolução da Borboleta

Sair da zona de conforto, desapegar das coisas, adotar novos paradigmas, novas posturas. Isso parece ser sempre o melhor a fazer, mas não é nada fácil. A vida muda de tão forma que se tem a sensação de ter morrido e renascido de outra forma, ao menos foi o que aconteceu comigo, se comparado a quem eu era e sou hoje. E essa mudança nos apavora, gera trauma, é dolorosa, e só pode ser feita por nos mesmo, exemplo claro disso e a passagem da lagarta pra borboleta, ninguém pode fazer essa “evolução” por ela, ela que tem de passar por isso, pra poder ter força pra seguir em frente. Tem horas que a gente não consegue se ver borboleta e luta contra tudo e contra todos para viver eternamente no estado de lagarta. Ou então já ate somos borboletas, mas não deixamos de nos rastejar como lagarta pra voar como borboletas que já somos.

É em situações assim que nos espantamos por chorar de emoção rir ate não agüentar mais com coisas tão simples, que ate então não era por nos valorizados, e que hoje, muitas vezes por termos a “falta” disso, vemos o quão importante eram. A água sempre segue o seu fluxo, contornando com facilidade os obstáculos que encontra pelo caminho ou perfurando-os paciente e insistentemente ao longo do tempo, justamente por saber que com calma, no tempo e momento certo ira transpor o obstáculo.

Com tudo isso TENTO ( as vezes não consigo), ao me ver ameaçado por alguma mudança em minha  vida e ficar com aquela vontade de rastejar rapidinho de volta para o casulo, paro, penso, conecto comigo mesmo, com meus sentimentos mais profundos e  vejo o prazer que é voar na confiança e olhar o mundo sob outro ponto de vista, na companhia de um sem número de borboletas,  sejam elas promessa, presença ou história.

Read Full Post »

O casamento é permanente, o namoro é provisório.
O amor é permanente, a paixão é provisória.
Uma profissão é permanente, um emprego é provisório.
Um endereço é permanente, uma estada é provisória.
A arte é permanente, a tendência é provisória.
De acordo? Nem eu.
Um casamento que dura 20 anos é provisório. Não somos repetições de nós mesmos, a cada instante somos surpreendidos por novos pensamentos que nos chegam através da leitura, do cinema, da meditação. O que eu fui ontem, anteontem, já é memória. Escada vencida degrau por degrau, mas o que eu sou neste momento é o que conta, minhas decisões valem pra agora, hoje é o meu dia, nenhum outro.
Amor permanente… como a gente se agarra nesta ilusão. Pois se nem o amor pela gente mesmo resiste tanto tempo sem umas reavaliações. Por isso nos transformamos, temos sede de aprender, de nos melhorar, de deixar pra trás nossos imensuráveis erros, nossos achaques, nossos preconceitos, tudo o que fizemos achando que era certo e hoje condenamos. O amor se infiltra dentro da nós, mas seguem todos em movimento: você, o amor da sua vida e o que vocês sentem. Tudo pulsando independentemente, e passíveis de se desgarrar um do outro.
Um endereço não é pra sempre, uma profissão pode ser jogada pela janela, a amizade é fortíssima até encontrar uma desilusão ainda mais forte, a arte passa por ciclos, e se tudo isso é soberano e tem valor supremo, é porque hoje acreditamos nisso, hoje somos superiores ao passado e ao futuro, agora é que nossa crença se estabiliza, a necessidade se manifesta, a vontade se impõe – até que o tempo vire.
Faço menos planos e cultivo menos recordações. Não guardo muitos papéis, nem adianto muito o serviço. Movimento-me num espaço cujo tamanho me serve, alcanço seus limites com as mãos, é nele que me instalo e vivo com a integridade possível. Canso menos, me divirto mais, e não perco a fé por constatar o óbvio:
tudo é provisório, inclusive nós!…

martha medeiros

Read Full Post »