Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \28\UTC 2011

Iguais de coração.

Não sou de desistir das coisas. Por isso sempre busco tomar conta das rédeas da minha vida, assim como busco ajudar lógico, dentro das minhas limitações. A vida tem de ser especial, memorável. O que também inclui sua dedicação pra fazer a vida de alguém especial e de grande alegria. Com sorte acontece também de ter alguém que faça isso por você. Não por obrigação, mas por ser apaixonante essa realização, esse complemento.

Pena que no relacionamento entre duas pessoas todas as variáveis não estão ao nosso controle, o que nos torna limitado. Pois temos percepções, desejos e níveis de  comprometimentos diferentes.

O amor, embora seja um verbo, antes de uma emoção, é uma daquelas áreas nas quais todos nós gostaríamos de controlar os dois lados da equação, mas só podemos controlar o nosso lado. E torcer. Aff e como torcemos.

Um relacionamento seja ele em que nível estiver, exige dos dois um passo pra frente, pro futuro, juntos. Mesmo que seja para sofrerem juntos e desafiando os problemas. Se você é do tipo que quer casar, e continuar se comportando como solteiro, então é melhor não casar. Fique como está.

O modismo, a modernidade diz que “ser livre” é melhor, ser independente é a opção. Pra mim isso não é a verdade. Ninguém quer ficar só, ser só.

Quando o silêncio das paredes internas do coração começa a ser escutado, o “caldo entorna”, e você se pega pensando em passar um bom tempo com aquela pessoa. Borboletinhas no estomago, nessa hora busco apoiar meus sonhos e desejos, pena que nem sempre consigo.

Há momentos nos quais você deve olhar bem para aquela pessoa que está tratando você apenas como uma opção, como uma alternativa temporária, e deixar de ter a vida dela como sua prioridade.

Algumas vezes, ser a pessoa ideal não é o bastante. Ideal, como o nome já diz não existe,  só existe apenas no campo da “imaginação”, da “idéia”.  Especialmente, quando o outro lado da moeda tem uma lista de prioridades enorme, e você aparece em um ingrato 387° lugar.

Lógico que tem momentos que esse “amor” não poderá lhe dar a atenção necessária, isso é natural, é um ciclo, altos e baixos, mas é e tem de ser temporário. Voltando tudo a normalidade.

Mas, há também situações nas quais você precisa entender que talvez haja muito mais dentro de você do que a outra pessoa possa notar ou dar valor. Com isso não priorize alguém onde pra ela você não é prioridade, é uma opção.

Faça tudo que conseguir, de chance, mas quando não tiver mais o que fazer… não faça. Pare de tentar, você saberá que essa hora chegou, saberá quando já tentou tudo. E ao chegar esse momento olhe ao seu redor e veja que tem e terá pessoas que querem fazer de você prioridade.

Amar, gostar é um sentimento de “iguais de coração”.

Anúncios

Read Full Post »

Cuida de mim.

Pra falar verdade, às vezes minto
Tentando ser metade do inteiro que eu sinto
Pra dizer as vezes que às vezes não digo
Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo
Tanto faz não satisfaz o que preciso
Além do mais, quem busca nunca é indeciso
Eu busquei quem sou;
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto finjo, enquanto fujo.

Basta as penas que eu mesmo sinto de mim
Junto todas, crio asas, viro querubim
Sou da cor, do tom, sabor e som que quiser ouvir
Sou calor, clarão e escuridão que te faz dormir
Quero mais, quero a paz que me prometeu
Volto atrás, se voltar atrás assim como eu.

Busquei quem sou
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto fujo, enquanto finjo

 

O teatro mágico – Fernando Anitelli

Read Full Post »

Acordar FELIZ!!

Eu adoro todas as coisas
E o meu coração é um albergue aberto toda a noite.
Tenho pela vida um interesse ávido
Que busca compreendê-la sentindo-a muito.
Amo tudo, animo tudo, empresto humanidade a tudo,
Aos homens e às pedras, às almas e às máquinas,
Para aumentar com isso a minha personalidade.

Pertenço a tudo para pertencer cada vez mais a mim próprio
E a minha ambição era trazer o universo ao colo
Como uma criança a quem a ama beija.
Eu amo todas as coisas, umas mais do que as outras,
Não nenhuma mais do que outra, mas sempre mais as que estou vendo
Do que as que vi ou verei.
Nada para mim é tão belo como o movimento e as sensações.
A vida é uma grande feira e tudo são barracas e saltimbancos.
Penso nisto, enterneço-me mas não sossego nunca.

 

 

Lindo texto de Fernando Pessoa, que nos faz pensar sempre poisenterneço-me mas não sossego nunca“.

Read Full Post »

UM ANO……

Aff, um ano como passa rápido. O blog completa um ano. Um ano onde tenho buscado colocar um pouco de mim, dos meus sonhos, meus ideais, minhas verdades e meus sentimentos. Agradeço a todos que por aqui passaram e que puderem ler. Não sei se as palavras por mim escritas, ou textos e vídeos por mim colocados tenha tido algum significado pra vocês, como teve e tem pra mim. Tenho aqui no blog uma “válvula de escape” pra desabafos e verdades, um lugar onde coloco muito do que passa por minha cabeça ou de certa forma mexe comigo.

Muito obrigado pela visita, pelo carinho e que eu consiga manter esse espaço por mais algum tempo.

Um beijão enorme e um abraço a todos.

 

OBRIGADO.

Aniel

 

Read Full Post »

Dos tons de cinza ao colorido

Por um amor, por um sentimento as vezes se larga tudo,

Dizemos um dane-se pra um monte de coisas, e passamos a dar uma chance pra gente, pra vida.

Os dias tendem a sair dos tons de cinza pra se tornar coloridos.

Sem esse amor, nem um segundo passa, nem aqui dentro, nem no mundo.

Se sabe que é algo diferente, quando aparece um nó no peito quando esta ausente,

Quando da uma vontade de gritar o nome.

Por isso na verdade, se acaba por querer mais que um sentimento,

Se quer um pele a pele, um contato, um carinho…

Ver o outro por dentro, sentir o gosto do corpo no toque das mãos.

 

Read Full Post »

Final de Ato (Verso dos baum !!!)

Adespois de tanto amô
De tanto beijo gostoso
De tanto chêro cheroso,
Nóis briguêmo.
Foi uma briga fatá.
Ela me disse: Acabou-se.
Eu disse: isso mêmo:
Acabou-se…tudo.
E nóis dois fiquêmo mudo
Sem vontade de falá.
Cada um fez sua trôxa
E na hora da partida,
Nem se oiêmo.
Xinguêmo. Sim…nôs xinguêmo
Cumo se póde xingá:

—Eu te odeio
—Eu te desprezo
—Bába de cururu.
—Mandinga de sapo seco.

Ocê vai prô Norte?
Eu vô pro sul.
Nunca mais quero te vê…
Nem noticia quero tê.
Eu juro pro Deus do céu…
Nunca mais quero te vê
Nem pintada de caivão
Lá no muro do quintá…
E se eu contigo asonhá
Acordo e faço três crui…
Crui…crui…crui.
O Brasí é muito grande
Dá bem pra nôs separá

Ela engoliu um saluço
Eu engoli bem uns quatro…
E larguei o pé no mato

Passou-se tanto tempo
Que nem é bão recordá.

Onti nóis dois se encontrêmo.
Ninguém tento desfarça.
Eu parti pra riba dela
Com um fogo ascêso no oiá
Ela me deu um arrôxo
Que se eu sô um cabra frôxo
Tava aqui em dois pedaço.
E foi tanto bejo gostoso
Foi tanto chêro cheroso.
Entonce nóis se alembrêmo
—O BRASÍ é tão pequeno,
Não dá pra nôs separá.

Read Full Post »